Prefeitura Municipal de Canela

“O problema da falta de água não é do município, mas sim da Corsan”, afirma diretor da Companhia

31/12/2019

Devido ao período crônico de falta de água em Canela e outros municípios da região, o diretor de Operações da Corsan André Beltrão Finamor agendou uma reunião com o prefeito Constantino Orsolin e com o secretário de Meio Ambiente, Jackson Müller, com o intuito de prestar algumas explicações ao Poder Executivo de Canela. O encontro aconteceu na tarde de segunda-feira (31), no Gabinete do Prefeito. “Primeiramente quero deixar claro para a comunidade que o problema de falta de água não é do município, mas sim da Corsan”, afirmou André Beltrão.

O diretor de Operações da Corsan elencou alguns fatores que contribuíram para a falta de água neste período como a ‘alta movimentação turística, o calor excessivo e o crescimento populacional e de empreendimentos em Canela e região’, mas admitiu que a companhia precisa executar ações urgentes para solucionar o problema. “Nós sabemos o que precisa ser feito, tanto para melhorar a questão do desabastecimento, assim como o tratamento de esgoto”, destaca André Beltrão Finamor.

AÇÕES EM CURTO E MÉDIO PRAZO

A Corsan afirma que o problema da falta de água em Canela será amenizado em um curto prazo com a inauguração do novo reservatório que está sendo construído no Distrito Industrial, com capacidade para armazenar até três milhões de litros. A obra está em andamento e a previsão é de que o reservatório passe a funcionar a partir de fevereiro de 2020. “Aumenta em mais de 50% a nossa capacidade de reservação de água”, frisa o diretor.

No entanto, André Beltrão Finamor admite que a solução definitiva depende da conclusão da obra de duplicação da adutora que traz a água do Poço da Faca até a cidade. “Só assim conseguiremos colocar mais água no sistema em períodos de alto consumo. Vamos trabalhar para entregar esta obra antes do verão de 2021”, projeta André.

O secretário de Meio Ambiente, Jackson Müller, valoriza a aproximação do Poder Executivo e da Corsan em busca de soluções. “É a primeira vez que um diretor procura a Prefeitura para dar explicações. Essa capacidade de diálogo é fundamental”, finaliza Jackson. Mais informações pela Ouvidoria da Corsan, por meio do telefone 0800-6466-444.

Foto: Rafael Zimmermann

Last modified: 31/12/2019

Comments are closed.

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support