Prefeitura Municipal de Canela

Laqueaduras e vasectomias fecharão 2019 com aumento expressivo em relação a anos anteriores na rede pública

04/12/2019

As cirurgias de laqueadura e de vasectomia, feitas pela Secretaria de Saúde de Canela, fecharão 2019 com números expressivos em relação a anos anteriores. Até o final de outubro, foram realizados 23 procedimentos em homens e 40 em mulheres. Em 2018, os números chegaram a 16 e a 15, respectivamente.

Segundo a enfermeira Letícia Zanin, coordenadora do trabalho de planejamento familiar promovido pelo Município, ambos são métodos definitivos de contracepção, diferentemente dos demais oferecidos pela rede pública, como os anticoncepcionais orais e o DIU. Mas, para se candidatar aos procedimentos, as pessoas devem cumprir requisitos – entre eles, preencher um termo de consentimento e ter autorização do companheiro, se tiver.

Também é fundamental ter 25 anos de idade e ter dois filhos vivos. Então, as equipes das unidades básicas de saúde organizam-se para trabalhar com os pretendentes às cirurgias sobre planejamento familiar, explicando sobre todos os métodos contraceptivos. “A pessoa decide em qual se enquadra melhor, e ela pode entender que não quer mais fazer vasectomia ou laqueadura”, diz Letícia.

Decidindo-se pelo procedimento irreversível, a partir do laudo aprovado os pacientes são encaminhados à Secretaria de Saúde para uma ou outra cirurgia. Muitas mulheres, inclusive, aproveitam o parto cesáreo para providenciar a laqueadura que, diferentemente da vasectomia, exige exames pré-operatórios.

No caso da vasectomia, o procedimento ambulatorial tem duração em torno de 20 minutos. O paciente recebe alta logo após recuperação anestésica, não tem sequelas em relação à função sexual (não causa disfunção erétil nem redução da libido). Inclusive, é baixíssimo o índice de complicações e possibilita rápido retorno às atividades, de acordo com a urologista Catiucia Hommerding. Nas laqueaduras, o tempo de duração da cirurgia também não demora, segundo o ginecologista e obstetra Fernando Valle.

PLANEJAMENTO FAMILIAR

“A falta de planejamento familiar tem impactos negativos não somente na esfera individual como também na pública. Anteriormente, a participação masculina na contracepção era lenta e elitizada. Atualmente, temos observado uma crescente oferta da cirurgia esterilizadora masculina (vasectomia) em ambas as esferas”, comenta Catiucia.

De acordo com ela, os homens tendem a aceitar o método contraceptivo irreversível por esclarecimento sobre o tema. “A importância faz-se no sentido de que os homens possam, cada vez mais, contribuir de forma ativa no que diz respeito ao planejamento familiar”, finaliza a médica.

“As pessoas que não tiverem condições de fazer a cirurgia particular podem buscar informações na Secretaria de Saúde, ou nas unidades, para saber como funcionam os procedimentos e se é possível se enquadrar nos requisitos”, diz o secretário de Saúde Vilmar Santos.

Reprodução de imagem: drauziovarella.uol.com.br

Procedimentos 2015 2016 2017 2018 2019 (até outubro)
Laqueaduras 08 04 19 15 40
Vasectomias 00 04 14 16 23

Last modified: 04/12/2019

Comments are closed.

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support