Prefeitura Municipal de Canela

UBS Santa Marta está remodelada e com novos espaços

05/11/2019

A comunidade já pode usufruir das melhorias realizadas na unidade básica de saúde do bairro Santa Marta. A estrutura, antes com 255,89 m², ficou com 359,21 m² de área construída – uma ampliação de 103,59 m². Segundo a arquiteta Carina Boeira Rizzo, da Secretaria Municipal de Obras, Serviços Urbanos e Agricultura, isso permitiu a readequação do espaço que, na entrada, conta com nova recepção e sala de espera.

Corredor liga a várias salas, com detalhe para pintura, acabamentos e piso novo. Fotos: Márcio Cavalli

A UBS conta com Sala de Demonstração e Educação em Saúde, sala de vacina e sala para curativos. A sala de esterilização foi readequada, a cozinha foi melhorada, e o consultório para atendimento ginecológico agora tem banheiro. São várias as melhorias para os usuários.

Do conjunto das obras, ainda faz parte instalação elétrica complementar. Na parte externa, serão necessárias algumas intervenções, como retoque de pintura e colocação de calha – o que não impede o uso completo da UBS, com seu estacionamento ampliado. “As melhorias proporcionaram mais conforto para a comunidade, justamente pela melhor distribuição dos serviços”, diz o secretário de Saúde Vilmar Santos.

A ampliação da UBS Santa Marta teve início do ano passado, mas o Ministério da Saúde deixou de enviar recursos. Isso acarretou na paralisação das obras durante alguns meses pela empresa responsável.

Sala de atendimento ginecológico agora conta com banheiro

Depois, com a retomada dos trabalhos pela vinda definitiva dos repasses, a obra pôde ser concluída. Os custos com a ampliação ficaram em R$ 226.028,24 – R$ 185,175,00 vindos do Ministério da Saúde e R$ 40.853,24 de contrapartida do Município. A Prefeitura de Canela também custeou a reforma e a adequação da UBS Santa Marta, mas os valores ainda não estão fechados.

O custo inicial para reforma e adequação, segundo a Prefeitura, era de R$ 86.759,53. Como a obra acabou retomada, houve necessidade de readequar esse custo, que ficará perto de R$ 100 mil – projeta a arquiteta Carina Boeira Rizzo. “É mais um exemplo do que está sendo feito com o dinheiro do IPTU pago pela comunidade, que vê frequentemente o retorno em obras”, diz o prefeito Constantino Orsolin.

Last modified: 05/11/2019

Comments are closed.

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support