Prefeitura Municipal de Canela

Produtos de Canela premiados no País e Exterior

21/11/2018

A cidade de Canela é conhecida internacionalmente pelos seus inúmeros atrativos turísticos e também está sendo reconhecida pela qualidade de alguns produtos produzidos no município. Recentemente uma vitivinícola e uma agroindústria de Canela foram premiadas em concursos de renome nacional e internacional. “Parabéns aos agricultores do nosso interior, trabalhadores que estão levando o nome de Canela mundo afora. Podem ter certeza de que Canela se orgulha muito do trabalho de vocês”, comentou o prefeito Constantino Orsolin.

 

Após ganhar um prêmio na França em 2017, desta vez a Vitivinícola Jolimont recebeu duas medalhas de ouro no Concurso Internacional de Vinos y Licores – La Mujer Elige 2018, realizado neste mês em Mendoza, na Argentina. Na ocasião, a vitivinícola canelense foi condecorada com a medalha Doble Ouro com o Jolimont Vinho Moscatel Espumante 2017 e a medalha Ouro para o Récolte Secrét Cabernet Sauvignon 2015. “Estes prêmios são muito importantes, pois nossos produtos foram avaliados por 62 enólogas, com a participação de 17 países. Nosso terroir aqui do Morro Calçado, em Canela, possibilita a produção de boas uvas e consequentemente um bom produto”, avalia Agielton Bertuzzo – sócio-proprietário da Jolimont.

 

 

PRÊMIO QUEIJO BRASIL

Enquanto isso, a Queijaria e Agroindústria Alvorada Missioneira, localizada na Linha São João, também recebeu duas medalhas no Prêmio Queijo Brasil. Os produtos premiados foram o Queijo Serrano – medalha de Ouro na categoria cru e o Queijo Árabe Chancliche – medalha de Bronze na categoria pasteurizado. Os sócios-proprietários da agroindústria, Vanderlei Kaeffer e Alessandra Valim, contam que os queijos começaram a ganhar fama por meio dos clientes que frequentam a Feira Ecológica realizada todos os sábados pela manhã, no Espaço Canela Rural, na parte externa do Centro de Feiras de Canela. “O queijo árabe é mais picante, leva pimenta e um tempero próprio do Libano, ideal para saborear como aperitivo. Já o nosso queijo serrano é diferenciado, pois o fermento é feito com a utilização do soro de outros queijos. Isso dá um sabor final único”, conta Alessandra Valim, fazendo uma homenagem especial ao seu ex-professor uruguaio Yamandú. “Ele já é falecido, mas todo conhecimento que temos sobre queijos é graças a ele”, revela Vanderlei.

 

Fotos: Rafael Zimmermann

Last modified: 22/11/2018

Comments are closed.

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support